Saiba mais sobre o própolis verde, muito produzido em Minas Gerais

212

Insetos fundamentais para o meio-ambiente, por contribuirem diretamente com a reprodução de plantas, as abelhas também são conhecidas por produzirem o mel, alimento saboroso e nutritivo para os seres humanos. Além disso, outro produto importante pode ser colhido nas colmeias: o própolis, substância natural utilizada por elas para proteger as colônias. Ele surge por meio de uma reação química: as abelhas coletam resina das plantas e a transformam em própolis graças a enzimas contidas em sua saliva.

Existem diversos tipos de própolis, sendo o verde um dos mais valorizados nos mercados nacional e internacional, de acordo com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater). Isso porque, segundo a autarquia, o produto possui diversas propriedades medicinais, além de somente poder ser obtido onde há abundância de alecrim-do-campo, caso de 102 municípios, distribuídos nas regiões sul, centro-oeste e leste do estado, numa área que foi batizada como Região da Própolis Verde de Minas Gerais.

A substância produzida nessas localidades, inclusive, possui Denominação de Origem concedida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) – órgão vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O que quer dizer que há uma certificação que garante a qualidade e a origem do própolis verde mineiro.

Destaque internacional

A Região da Própolis Verde de Minas Gerais foi destaque na última edição do Apimondia, que ocorreu em setembro, no Canadá. O evento é um congresso de apicultura promovido anualmente pela Federação Internacional de Associações de Apicultores. Na ocasião, foi exibido um documentário que mostra a produção desse tipo de própolis no estado. O filme “Green Propolis: a Gift from Brazilian Nature to the World” (Própolis Verde: Um Presente da Natureza Brasileira para o Mundo), conquistou o terceiro lugar no World Beekeeping Awards, concurso realizado pela entidade durante o congresso.

Exportações

De acordo com a Emater, a produção de própolis verde em Minas Gerais alcança um volume de cerca de 100 toneladas por ano. O produto mineiro é exportado para países como China, Coreia do Sul, Estados Unidos e, principalmente, Japão, além de nações europeias.

Propriedades medicinais

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Campinas (Unicamp) em 2016, confirmou que o própolis verde possui as substâncias artepelin C e bacarina, capazes de inibir as chamadas bactérias Gram-positivas – micro-organismos que podem causar doenças como a gastroenterite (inflamação do tubo digestivo), meningite e algumas infecções hospitalares.

Em 2011, a Faculdade de Odontologia da UFMG também desenvolveu uma pesquisa com o objetivo de investigar possíveis propriedades medicinais do própolis verde. O estudo descobriu que a substância é eficaz contra micro-organismos que causam problemas bucais como gengivite, cárie, afta, herpes e candidíase bucal.

(Com informações da assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, via site da Emater)