Prefeitura realiza força-tarefa para limpar bairros atingidos pelas enchentes em Betim

1228

Ações ocorrem em toda a cidade, mas são concentradas nas regiões mais atingidas

Mais de 40% do território de Betim foi atingido pelas fortes chuvas que caíram na região nos últimos dias. Enchentes, alagamentos e deslizamentos estavam entre as principais ocorrências.

Agora que a chuva deu uma trégua, e o nível das águas nas áreas inundadas diminuíram, equipes da prefeitura realizam uma força-tarefa para limpar os bairros impactados e auxiliar a população atingida.

Só no Citrolândia, por exemplo, uma das regiões mais impactadas, 60 homens, com três retroescavadeiras, uma pá carregadeira, e cinco caminhões pipa trabalham para limpar e remover o barro e detritos das ruas nesta sexta-feira (14).

As ações também são realizadas na região do Alterosas, onde está o bairro Nossa Senhora de Fátima, que sofreu com as inundações pela proximidade com a represa Vargem das Flores. O reservatório atingiu a capacidade máxima no último sábado (8) e as águas verteram, inundando o entorno.

Mais de mil ocorrências

No último boletim divulgado pela prefeitura nesta quinta-feira (13), 1.602 ocorrências relacionadas às chuvas já haviam sido registradas desde o dia 7 de janeiro. Citrolândia, Teresópolis e Nossa Senhora de Fátima foram os mais impactados.

Confira o boletim na íntegra

A Prefeitura de Betim registrou, até às 16h desta quinta-feira (13), 1.602 ocorrências decorrentes das fortes chuvas que atingem toda a região metropolitana de Belo Horizonte desde sexta-feira (7). Os bairros Citrolândia, Teresópolis e Nossa Senhora de Fátima são os que concentraram maior número de ocorrências graves. Com o volume muito alto de chuvas, o nível do rio Paraopeba subiu expressivamente, culminando no aumento de todos os seus afluentes, como o córrego Bandeirinhas, que invadiu casas na região do Citrolândia. O rio Betim e a Vargem das Flores também verteram, o que provocou danos em outras regiões, como Norte e Centro.

As equipes técnicas da prefeitura foram acionadas em razão de alagamentos, deslizamentos, desmoronamentos, obstrução de vias e atendimentos às famílias afetadas. Até o momento, a cidade apresenta 24 vias com interdição completa ou parcial. Ao todo, 36 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas. Dessas, 9.251 estão desalojadas – 309 foram recebidas em sete abrigos disponibilizados pelo município e as demais estão em casas de parentes ou amigos.