Porque você precisa de um coach

109
Foto: Pixabay

Segundo Villela da Matta e Flora Victoria, “Coaching é um processo que visa elevar a performance de um indivíduo (grupo ou empresa), aumentando os resultados positivos por meio de metodologias, ferramentas e técnicas cientificamente validadas, aplicadas por um profissional habilitado (o coach), em parceria com o cliente (o coachee)”.

Também é possível afirmar que o coaching é um processo que ocorre no presente com foco no futuro. Não que o passado seja anulado ou esquecido, mas o foco principal está no hoje, que se trata de mensurar em qual lugar o cliente está atualmente em todas as áreas de sua vida e exatamente em qual lugar ele quer chegar.

Utiliza-se técnicas e ferramentas, cientificamente validadas, para que indivíduos, times e organizações alcancem resultados satisfatórios, positivos e de elevada performance. Através dele, podemos entender como pensamos, sentimos, reagimos, aprendemos, transformamos e evoluímos.

Muitas vezes fica difícil alcançar novas realidades e metas sozinhos, pois o nosso cérebro funciona muito bem por processos repetitivos e ao traçar um novo objetivo nunca alcançado anteriormente, podemos gerar para nós mesmos um bloqueio que gera sentimentos de medo ou que pode até nos paralisar.

Assim não avançamos com a velocidade ideal que precisamos e a realização fica cada vez mais distante de ser alcançada. Nesse caso ter ao lado um profissional confiável pode ser a chave para conseguirmos agir de maneira acertada e confiante, pois as técnicas que compõem o processo de coaching nos amparam em cada passo rumo a concretização de nossas metas.

O processo de coaching é iniciado a partir de um dialogo entre coach( profissional ) e o cochee (cliente), para se identificar quais são suas perspectivas sonhos, que deseja alcançar, a partir desse ponto, se cria uma relação de confiança ,respeito e confidencialidade dando ao coachee tranquilidade ao expor seus sentimentos , aspirações , receios e pensamentos diversos sobre seus próprios objetivos.

Outro fator que as estratégias de coaching abrangem é o aprofundamento da autoconsciência do cliente (coachee), através de ações contínuas de aprendizado e reflexões acerca de si. Tais recursos têm como base estudos da Psicologia Cognitiva, Psicologia Comportamental, Psicologia Positiva, das Ciências Organizacionais e da Neurociência, além de conceitos da Filosofia, da Educação e de Administração (negócios, processos e liderança).

Veja abaixo as principais definições que são utilizadas para os processos de Coaching e também seus respectivos significados:

Benefícios do coaching para a vida pessoal e profissional:

  • Mais qualidade de vida;
  • Aumento da realização pessoal e profissional;
  • Aumento do equilíbrio e da harmonia interior;
  • Melhor gestão do tempo;
  • Equilíbrio entre as áreas pessoal, profissional, social e familiar;
  • Aumento de congruência interna e externa;
  • Diminuição do Stress e preocupações desnecessárias;
  • Aumento de disposição, energia e saúde;
  • Relacionamentos mais produtivos e Comunicação mais eficaz;
  • Melhor entendimento e aceitação das outras pessoas;
  • Elevação das habilidades necessárias para resolução de conflitos, dúvidas e problemas.
  • Autoconhecimento
  • Elevação da autoestima e da autoconfiança;
  • Aumento da responsabilidade pessoal pela mudança e da auto liderança.
  • Melhoria dos resultados financeiros como consequência desse processo;
  • Relação mais próspera e produtiva com os recursos financeiros, no que diz respeito tanto à geração quanto à administração e multiplicação desses recursos.
  • Elevação do foco e da capacidade de estabelecer objetivos, bem como de identificar e programar as ações estratégicas e necessárias para atingi-los;
  • Habilidades de auto monitoração e reajuste do próprio planejamento;
  • Mais motivação, organização e autodisciplina para seguir seu planejamento;
  • Alinhamento de missão, valores e crenças.
  • Mais inteligência emocional – compreender e administrar as próprias emoções motivar-se, ter empatia e reagir de forma adequada às emoções dos outros.
  • Mais inteligência social – desenvolvimento da compreensão do ambiente ao redor e cultivar interações bem-sucedidas com outras pessoas.
  • Aumento da criatividade;
  • Modificação de hábitos improdutivos;
  • Aprendizado contínuo.
  • Satisfação
  • Aumento dos níveis de realização e satisfação profissional;
  • No caso do Executive Coaching, desenvolvimento ou melhoria das habilidades de liderança, comunicação, pensamento estratégico, planejamento, resolução de problemas e conflitos, mediação e vendas.

Muitas vezes não saímos do lugar e ficamos paralisados pelo medo ou vergonha de pedirmos ajuda para algum profissional da área do desenvolvimento humano. Seja ele um terapeuta, psicólogo ou Coach.

Você já pensou em ter um bom profissional te acompanhando?