Overwatch: personalidade e carisma em um único jogo

88

O gênero de videogame de tiro em primeira pessoa sempre se saiu muito bem no mercado, desde Doom, Wolfestein e Quake. Mas em todos estes anos que jogo videogame este gênero nunca me agradou tanto, mas foi evoluindo, e com a chegada da internet ainda mais, que possibilita as partidas online onde tínhamos no mercado Call of Duty, Battlefield e a grande febre na época de lan houses o Counter Strike que elevou a cena competitiva com grandes campeonatos que acontecem até hoje com vários times formados pelo mundo inteiro.

Mas em 2014 assistindo os anúncios da BlizzCon, que é a confêrencia realizada anualmente pela Blizzard para divulgar os seus jogos, um jogo me chamou muito a atenção: o Overwatch, um FPS. Ele tem como prioridade a jogabilidade cooperativa, com vários personagens e cada um com habilidades e funções diferente dentro do time.

Desde o anúncio continuei acompanhando as notícias e ficando cada vez mais cativado pela grande divulgação feita, com curtas animados onde apresentava os seus personagens que no jogo chamamos de hérois e que em cada curta mostrava um pouco da rica história do jogo e uma animação que não fica atrás de nenhuma das grandes produtoras de hollywood como Pixar e Dreamworks.

Seu lançamento aconteceu em 24 de maio de 2016, para Windows, PlayStation 4 e Xbox One, e que já virou sucesso absoluto, onde o seu maior concorrente na época era o Team fortress 2, da Valve, que já não estava conseguindo renovar e prender os jogadores.

Overwatch chegou para renovar este mercado, e que trazia um carisma aliado de uma ótima jogabilidade onde trouxe várias pessoas para este gênero, incluindo eu. Já no beta aberto ele me conquistou com os seus personagens que são muito variados, e que vai de um ninja cibernético até uma mulher com asas de anjo tecnológica que cura e revive os outros personagens. E que são divididos por funcões: Ofensivos, Defesa, Tanque e Suporte.

Atualmente Overwatch possui modos de jogo que podem variar, onde um time formado de 6 jogadores ataca um ponto e o outro time defende por um determinado tempo, ou onde um time precisa escoltar uma carga do ponto A até o ponto B e o outro time precisa impedir, o que pode parecer simples, mas é aí que está a magia do jogo a cooperatividade, pois se o time não estiver bem aliado entre ataque, defesa e suporte a investida dele não será eficiente e acabara com a derrota.

 

Portal O Vício

Mas que é facilmente resolvido analisando todos os personagens e olhando como está a formação do seu time, o jogo também é muito amigável para os novos jogadores fazendo um balanceamento para que jogadores com nível alto não jogue contra quem tem níveis baixos para não frustrar novos jogadores.

De 2016 para cá a Blizzard não deixou de dar nenhum suporte para o jogo, está sempre acrescentando novos mapas e também novos personagem que hoje  totalizam 27 e tudo isso sem cobrar nada a mais, você paga somente o valor do jogo quando compra e depois não gasta mais nada, toda atualização nova que é feita é tudo de graça, e isso acabou sendo um grande diferencial para o jogo, mesmo ele não custando tão barato por volta de R$ 150,00 você sente que valeu a pena o dinheiro investido, pois são tantas novidades que o jogo acrescenta que as vezes parece que estamos jogando um novo produto e de graça. A empresa criou também a Liga Overwatch onde são formados times de jogadores profissionais em cidades pelo mundo e disputam milhares de dólares em premiações.

Overwatch tem um carisma tão grande que hoje domina este gênero de hero shotter tendo como principal concorrente o jogo Paladins que é grátis e tem a mesma pegada sendo as vezes até acusado de ser uma cópia do gigante da Blizzard mas mesmo assim não o ameaça e de 2016 para cá não surgiu um jogo deste estilo que podemos falar que ameaça Overwatch no mercado.

Sendo assim, a indicação é que jogue Overwatch, mesmo se você não for adepto de jogos competitivos online vale a pena tentar, são vários fatores que me faz indicar este jogo como, personagens carismáticos, gameplay divertido e de fácil entendimento, cooperatividade mesmo não conhecendo as pessoas que você está jogando junto que pode ser resolvido conversando pelo chat de voz ou até mesmo de texto, e sendo assim você pode acabar fazendo parcerias entre jogadores para formar uma aliança mais forte e também aprender com que já tem mais experiência, e também uma história rica onde a cada atualização e lançamento de cada personagens você fica sabendo um pouco mais dessa história e fica cada vez mais com vontade de ver um filme animado do jogo e o último fator é o suporte que a Blizzard faz não deixando ele cair no esquecimento. Se não estiver disposto a pagar pelo jogo sem testar antes a Blizzard de vez em quando deixa o jogo grátis em finais de semana, aí é só ficar de olho para não perder a oportunidade de testar e possivelmente acabar se apaixonando, vale muito a pena.