Os Incríveis 2: a espera de 14 anos valeu a pena

407

Diferente de outros filmes e outras franquias, a Pixar resolveu esperar 14 anos para lançar a continuação de Os Incríveis, filme de 2004. O longa retrata a vida de uma família com super poderes em um mundo onde heróis não são mais permitidos.

O filme começa exatamente onde o anterior terminou, com o vilão Toupeira ameaçando a cidade e a família indo ao combate, mas ainda em uma sociedade que não permite heróis como é visto no primeiro filme. E é ai o clímax do filme. Os superpoderosos são impedidos de trabalhar como heróis até que surge a oportunidade de mudar isso quando Helena Pêra, a mãe, é chamada para voltar a lutar contra o crime como a super-heroína Mulher-Elástica, invertendo os papéis que temos no primeiro longa cabe ao seu marido, Roberto, a tarefa de cuidar das crianças.

Com essa sinopse feita, posso dizer que sim, a espera valeu muito a pena e estes anos foram bons para formularem uma divertida aventura e um roteiro bem desenvolvido. Mas onde podemos notar a maior evolução é na animação que chega ser até assustador, como a definição perfeita dos traços dos personagens, cabelos com mais movimento, rugas, cenários mais detalhados, mais um mérito do tempo que se passou.

Não sei se podemos dizer que Os Incríveis 2 é somente para crianças, pois a a história traz uma seriedade que crianças não entenderiam muito bem, como o ciúme que Roberto tem da sua esposa por estar trabalhando como heroína e sendo notada, enquanto ele passa a ocupar o lugar de “dono de casa” ao ter que cuidar dos filhos. E isso o filme faz de uma maneira esplêndida colocando os personagens femininos em papéis de destaque e deixando os masculino um pouco mais afastado, não de forma negativa, mas sim mais um reflexo de que estamos em tempos modernos.

Reprodução Google

 

Para além disso, o longa é muito divertido, principalmente na trama de Roberto ter que cuidar das crianças, como ajudar nos trabalhos de escola, problemas amorosos da filha adolescente e principalmente com o filho mais novo, o Zezé, que começa a manifestar seus vários poderes de forma descontrolada. E falando do garoto, é com ele que temos as cenas mais divertidas do filme, o que traz uma nova dinâmica para a família e que vai garantir boas risadas ao público.

Em geral Os Incríveis 2 é uma grande obra, porém com algumas considerações, como o vilão que não é tão bem desenvolvido, mas que não diminui em nada o mérito do filme. Mas os maiores comentários de quem viu é a clara crítica social e os valores que é apresentado a respeito da família. É um filme que vai agradar as pessoas de todas as idades e vale muito a pena ser assistido.

 

 

1 comentário