Dono de bar é preso por promover show com aglomeração de pessoas, em Betim

1493
33º Batalhão de Polícia Militar. Foto: Divulgação.

Os militares foram acionados três vezes e, segundo a PM, foram confrontados por clientes que arremessaram garravas de vidro contra os policiais

O proprietário de um bar foi preso após promover um show de pagode para trezentas pessoas na noite deste domingo (18), no bairro Icaivera, em Betim.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), a guarnição recebeI uma denúncia anônima de que o estabelecimento apresentava aglomeração de pessoas e som muito alto. Os militares foram até o local por volta das 18h15 para exigir que o dono abaixasse o volume e aplicasse as medidas de biossegurança contra a Covid-19.

A PM recebeu um segundo chamado por volta das 19h50. Então, os policiais retornaram ao local e fizeram as mesmas exigências para o proprietário do bar. Por volta das 21h, a polícia recebeu uma terceira denúncia para o mesmo bar. A equipe voltou ao local e constatou que a rua estava fechada pelos clientes e o som estava muito alto novamente.

As pessoas continuavam sem máscara e aglomeradas. Além disso, não havia álcool em gel para higienização e a banda permanecia tocando. Ao perceber a presença dos policiais, a PM relata que alguns clientes começaram a arremessar garrafas de vidro contra os policiais. Logo em seguida, foi solicitado reforço do Tático Móvel, para ajudar a retirar o público do local.

Somente depois desse episódio a banda interrompeu o show. No entanto, conforme a PM, algumas pessoas continuavam confrontando a polícia, enquanto outras corriam. Os militares chegaram a usar bala de borracha, mas ninguém foi atingido.

Depois que todos foram embora, o proprietário do bar foi preso por desrespeitar as medidas sanitárias e por ter o alvará de funcionamento vencido desde janeiro desse ano. No entanto, o homem foi liberado após assinar um termo circunstanciado de ocorrência (TCO).