Copasa revesa abastecimento em bairros de Betim

1259
De acordo com a Copasa, as alterações não representam nenhum tipo de contaminação bacteriológica e recomenda à população que consuma sem desperdício é preserve o acesso à água para todos. Foto: Copasa

Companhia realiza obras em adutora afetada próxima à barragem que transbordou, no bairro Duque de Caxias

A Copasa iniciou neste final de semana (20 e 21/2), o rodízio de abastecimento de água da população dos bairros, Cruzeiro do Sul, Duque de Caxias, Jardim das Alterosas I e II, Niterói, Senhora de Fátima e Vargem das Flores.

O intuito do rodízio é diminuir os transtornos de desabastecimento na região de Betim, atingida pelo transbordamento de uma represa particular, na noite do dia 16 de fevereiro, última terça-feira.

Quatro equipes da Copasa estão trabalhando nas manobras do rodízio (abertura e fechamento de registros) de água para atender a população emergencialmente. Que funcionará da seguinte forma:

Área 1
De 6h da manhã às 15h da tarde, serão abastecidos os bairros, Jardim das Alterosas II, Niterói, Senhora de Fátima e Vargem das Flores.

Área 2
Das 15h da tarde às 6h da manhã serão abastecidos os bairros, Cruzeiro do Sul, Duque de Caxias, Jardim das Alterosas I e II, e Vargem das Flores.

Adutora

A companhia ainda esclareceu que não está realizando obras na barragem particular e nem na via em frente ao local afetado. Suas intervenções são em rede própria, próximo ao em local do transbordamento.

A Copasa manteve suas equipes de funcionários trabalhando nas obras da nova adutora durante este final de semana das 7h às 23h30. Ainda neste domingo (21), mesmo com as chuvas, os técnicos da companhia terminaram a implantação e a interligação dos pontos do tubo. A pressurização da adutora foi realizada e não apresentou vazamento.

A companhia está realizando nesta segunda-feira (22) a lavagem e desinfecção da adutora e ressalta que, alterações pontuais na cor e turbidez da água podem ser provocadas pelo o arraste de minerais nas redes de distribuição, liberados ao religar os registros do sistema, após a manutenção emergencial na rede de distribuição.

De acordo com a Copasa, as alterações não representam nenhum tipo de contaminação bacteriológica e recomenda à população que consuma sem desperdício é preserve o acesso à água para todos.

*Estagiária sob supervisão de Sara Lira
*Com informações da Copasa