Como a moda e bloggers salvaram o Pinterest

58

Se você não conhece o Pinterest, continue lendo este post. Se já, conheça um pouco da história! Sem sombra de dúvidas o Pinterest é uma das melhores redes sociais. O Pin está fazendo a cabeça de muitas pessoas, como fashionistas, blogueiras e produtores de conteúdo (no caso, os jornalistas).

 A rede dá a possibilidade de fixar fotos e vídeos em murais virtuais guardadas em pastas de sua preferência. Na minha conta, por exemplo, criei pastas de “Maquiagem”, “Penteados” “Tatuagens legais”  “DIY em quartos”, “Missões Urbanas” e muitas outras.

E pelo visto, a rede está longe de ficar próxima da lata de lixo virtual. Segundo a revista Exame, de cada 100 acessos a sites de varejo no país, quase quatro já têm como origem links fixados dentro de murais do Pinterest. Só no Brasil, a audiência do Pin aumentou 409% nos primeiros dois meses deste ano. Incrível, não é?!

Pinterest

Diferente das intrigas judiciais entre Zuckerberg, o Pinterest nasceu a partir de uma história de superação.

Criado em 2009, o site ficou “congelado” por dois anos por falta de recursos e público fidelizado.  Logo nos primeiros meses, reunia menos de 10 mil perfis. Mas, um persistente ex-funcionário permitiu uma nova etapa para o site, Ben Silbermann o manteve funcionando de sua casa estudando, realizando  inúmeras pesquisas com os próprios usuários buscando formas de revitalizar a página.

 E é aí que entram as mulheres!

No início de 2011, sites e blogs de moda e beleza, como o Polyvore, que possuem um público feminino fiel, viram o Pinterest como um meio de montar looks de uma maneira prática e simples, além da diversidade que o site possibilitava na montagem.

“As mulheres tendem a gostar de sites com apelo mais visual e a estar mais atentas às tendências da moda”, diz Grant McCracken, antropólogo.

Hoje, as principais fashinistas e bloggers utilizam do app para divulgar e inspirar na produção de conteúdo. A blogger brasileira Camila Coutinho tem em seu perfil do Pinterest diversas pastas em que compartilha com seus seguidores suas imagens preferidas.

Pinterest

Logo a rede começou a aparecer nos principais blogs de tecnologia e entrou na lista dos 50 melhores da revista Time em 2016.

Além da infinidade de informações que consigo colher, posso postar minhas próprias informações na página ou usar onde eu quiser. O layout também é outro fator de incrível, tanto em versão desktop (computador) como mobile (celular), pois a navegação é rápida e repleta de informações em um view só. Outro aspecto agregador é a busca, o site dá opções como sugestões de temas similares à sua pesquisa.

Se você gosta de looks, decoração, mensagem, arte, vídeo game e tudo mais pode ter certeza que no Pinterest encontra.