Audiência pública virtual discutirá construção de avenida no Icaivera, em Betim

57
Pessoa mexendo no celular e no Youtube. Foto: Divulgação.

Transmissão será pelo canal da prefeitura de Betim no Youtube

O projeto de construção de uma nova avenida no bairro Icaivera, em Betim, será debatido em uma audiência pública nesta quinta-feira (24), às 10h. Por conta da pandemia, o encontro será virtual, com transmissão pelo canal da prefeitura de Betim no Youtube.

De acordo com informações divulgadas pelo Executivo municipal, a obra, idealizada há anos pelos moradores do bairro Icaivera, facilitará o acesso da regional à via expressa e irá garantir uma ligação mais rápida com o centro de Betim. O empreendimento será construído por meio de contrapartida articulada com diversos empresários.

A participação da população na audiência vai ser permitida. Será aberto um momento para esclarecer as dúvidas daqueles que interagirem no chat da plataforma. No encontro on-line, será destacada a importância da obra, que criará uma nova entrada para o bairro, além de interligar a regional à avenida Edméia Mattos Lazzarotti. Quando concluída, a obra contribuirá com o desenvolvimento do bairro e qualidade de vida da população.

Segundo o secretário municipal de Ordenamento Territorial e Habitação, Marco Túlio de Freitas, 15 quilômetros de via serão construídos e haverá duplicação de outros três quilômetros da via. “A nova avenida vai oferecer mais mobilidade urbana e fluidez ao trânsito no percurso para o Icaivera que, até então, é feito em estrada rural”, destaca.

A expectativa é que sejam investidos aproximadamente R$ 35 milhões. O custeio de todos os trabalhos será financiado pela iniciativa privada.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ednard Tolomeu, as construções serão realizadas com baixo impacto ambiental. “Iremos monitorar os trabalhos para que o meio ambiente não sofra consequências”, reforça.

Estarão presentes na audiência: o secretário municipal de Ordenamento Territorial e Habitação, Marco Túlio de Freitas; o arquiteto da Secretaria Municipal de Ordenamento Territorial e Habitação, Eustáquio Tito; o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ednard Barbosa de Almeida; o procurador-geral do Município, Bruno Cypriano; o arquiteto da UMA Gestão de Projetos, responsável técnico da proposta de Operação Urbana Consorciada, Glauco Santiago; a arquiteta da UMA Gestão de Projetos, responsável técnico da proposta de Operação Urbana Consorciada, Cynthia Pimentel; e o vereador, Layon Silva, representando a Câmara Municipal.