Após 17 anos, Fábio anuncia saída do Cruzeiro: ‘Dor e gratidão’

1259
Goleiro Fábio. Foto: Reprodução/ Twitter Cruzeiro.

Jogador foi o atleta que mais vestiu a camisa do clube, realizou 976 vezes, faltando 24 partidas para completar mil jogos pelo Cruzeiro  

Chegou ao fim a passagem do ídolo do Cruzeiro, o goleiro Fábio, após 17 anos jogando pelo clube mineiro. Aos 41 anos, o atleta usou seu perfil no Instagram para comunicar seu desligamento do time, e se despedir oficialmente da torcida cruzeirense, na noite dessa quarta-feira (5).  O jogador afirmou estar triste com a nova direção cruzeirense e disse que a Sociedade Anônima do Futebol (SAF) não deu a ele a chance de permanecer no time.

Fábio havia renovado com o Cruzeiro por mais uma temporada, no fim do ano passado, ainda tratando com o presidente Sérgio Santos Rodrigues, mas de acordo com o atleta, durante reunião na última terça-feira (4), os responsáveis pela SAF propuseram um vínculo somente até o fim do Campeonato Mineiro, previsto para encerrar em março. No entanto, Fábio não aceitou, e deu a sua versão sobre a falta de acordo para a renovação contratual. Segundo ele, a atual gestão não quis ouvi-lo, mesmo com ele cogitando a possibilidade de reduzir o salário e negociar as dívidas de anos anteriores.

Na carta escrita por Fábio disse que os novos dirigentes tentaram acabar com sua carreira antes mesmo do início da temporada: “A SAF Cruzeiro quer encerrar minha carreira imediatamente, mesmo estando em plenas condições físicas e técnicas para continuar jogando em alto nível e ajudando o Cruzeiro. De todo o meu coração, segui para o clube feliz e tranquilo, aberto a escutar e ajudar no que fosse preciso, mas para minha surpresa a atual diretoria foi clara que não deseja contar comigo desportivamente para 2022”, lamentou.

O jogador foi o atleta que mais vestiu a camisa do clube, realizou 976 vezes, faltando 24 partidas para completar mil jogos pelo Cruzeiro.

Reprodução Twitter Cruzeiro

Leia a carta na íntegra: